Fluxo de caixa livre alavancado vs não alavancado

O fluxo de caixa livre fornece à empresa uma indicação da quantidade de dinheiro que uma empresa deixou para distribuição entre acionistas e obrigacionistas. O fluxo de caixa livre é geralmente calculado pela adição de fluxos de caixa das atividades operacionais aos fluxos de caixa das atividades de investimento. Existem duas formas de fluxo de caixa livre que estão sendo discutidas neste artigo; fluxo de caixa livre alavancado e fluxo de caixa livre desalavancado. É importante entender a diferença entre os dois, pois fornecerá uma imagem clara de quais fontes a empresa usa para arrecadar fundos. Compreender a diferença também pode ajudar a avaliar a demonstração do fluxo de caixa da empresa e as atividades operacionais, financeiras e de investimento da empresa.

Fluxo de caixa livre alavancado

O fluxo de caixa livre alavancado refere-se à quantidade de fundos que sobram após o pagamento da dívida e dos juros sobre a dívida. É importante para uma empresa determinar seu fluxo de caixa alavancado, porque essa é a quantidade de fundos que sobra para pagamento de dividendos e planos de expansão para obter mais dívida e investir em crescimento. O fluxo de caixa livre alavancado é calculado como;

Fluxo de caixa livre alavancado = Fluxo de caixa livre não alavancado - juros - pagamentos de principal.

O fluxo de caixa livre alavancado é monitorado de perto pelos bancos e instituições financeiras, pois esse é um indicador da capacidade da empresa de se manter financeiramente à tona depois de cumprir seus compromissos de dívida. O fluxo de caixa alavancado ajuda a distinguir entre empresas economicamente sólidas e empresas que mal conseguem cumprir seus compromissos de dívida (um indicador de alto risco de falha).

Fluxo de caixa livre não alavancado

O fluxo de caixa livre não alavancado refere-se à quantidade de fundos que uma empresa possui antes do pagamento de juros e outras obrigações. O fluxo de caixa não alavancado é relatado nas demonstrações financeiras da empresa e é uma representação da quantidade de fundos disponíveis para pagar por outras operações antes que os compromissos da dívida sejam cumpridos. O fluxo de caixa livre não alavancado é calculado como;

Fluxo de caixa livre não alavancado = EBITDA - Capex - Capital de giro - Imposto.

O fluxo de caixa não alavancado não fornece uma imagem realista da situação financeira da empresa, pois não mostra as obrigações de dívida da empresa e, em vez disso, mostra a quantidade total de caixa que resta para as atividades operacionais. As empresas que são altamente alavancadas (têm altos valores de dívida) geralmente relatam seu fluxo de caixa livre desalavancado; no entanto, investidores, instituições financeiras e partes interessadas precisam dar mais atenção ao fluxo de caixa livre alavancado da empresa, pois isso mostra o nível de dívida que fornece uma forte indicação do risco de falência.

Fluxo de caixa livre alavancado vs não alavancado

Fluxo de caixa livre alavancado e desalavancado são conceitos que derivam do termo fluxo de caixa livre. O fluxo de caixa livre alavancado mostra a quantidade de fundos que sobram após o pagamento da dívida e dos juros sobre a dívida. Fluxo de caixa não alavancado é a quantidade de fundos que sobra antes de pagar juros. O fluxo de caixa livre alavancado é um número mais concreto a ser usado na avaliação de uma empresa, pois os níveis de dívida são importantes para entender o risco de falência da empresa. Quanto menor a diferença que a empresa tem entre seu fluxo de caixa alavancado e desalavancado, menor quantidade de fundos que a empresa resta e que não é necessária para cumprir os compromissos de dívida. Portanto, uma diferença menor pode significar que a empresa está em risco financeiro e precisa tomar medidas para aumentar sua receita ou reduzir os níveis de dívida.

Resumo:

Diferença entre fluxo de caixa livre alavancado e não alavancado

• O fluxo de caixa livre alavancado refere-se à quantidade de fundos que sobram após o pagamento da dívida e dos juros sobre a dívida. É calculado como; Fluxo de caixa livre alavancado = fluxo de caixa livre não alavancado - juros - pagamentos de principal.

• Fluxo de caixa livre não alavancado refere-se à quantia de fundos que uma empresa possui antes do pagamento de juros e outras obrigações. É calculado como; Fluxo de caixa livre não alavancado = EBITDA - Capex - Capital de giro - Imposto.

• O fluxo de caixa livre alavancado é um número mais concreto a ser usado na avaliação de uma empresa, pois os níveis de dívida são importantes para entender o risco de falência da empresa.